Datalogic -

Scanner evita acidentes em linhas de produção

Laser Sentinel, solução da Datalogic, chega ao Brasil com o dobro de capacidade de detecção em relação a equipamentos de supervisão de áreas de risco

Um robô fez a simulação da tecnologia na Fispal 2018.

A Datalogic, líder mundial em captura automática de dados e automação de processos, apresentou na Fispal Tecnologia o Laser Sentinel, um dos scanners de área mais avançados do mercado. O equipamento, que monitora áreas de produção industrial, emite sinais de alerta e controla máquinas quando há risco de acidentes para os operadores. A tecnologia, ainda inédita no Brasil, será demonstrada em tempo real no estande da Datalogic na Fispal, a principal feira para soluções em automação e logística para a indústria, que acontece entre os dias 26 e 29 de junho, no São Paulo Expo, em São Paulo.

Integrado às máquinas na área de produção, o Laser Sentinel utiliza recursos ópticos avançados para detectar quando um operador se aproxima de uma área de risco. O equipamento pode então ser programado para diminuir a velocidade da máquina ou mesmo pará-la totalmente, prevenindo acidentes. Para apresentar a tecnologia aos visitantes da Fispal, a Datalogic vai simular o ambiente de uma área de produção industrial utilizando um robô como operador de máquinas.

Modernos filtros de sinal garantem ao Laser Sentinel uma capacidade de detecção superior à de outros equipamentos de supervisão de áreas de risco. A solução da Datalogic consegue atingir uma área de alerta de até 40 metros e captar um ângulo de 275°. Equipamentos semelhantes, como as cortinas de luz, cobrem áreas menores e alcançam ângulos de apenas 180°. Portanto, enquanto são necessárias quatro cortinas para cobrir um perímetro quadrado, o Laser Sentinel abrange o mesmo espaço com somente dois equipamentos.

Outro diferencial da nova tecnologia é sua capacidade de monitorar ambientes industriais mais severos, com interferências de sujeira, luz ou obstáculos físicos. Em uma área com colunas, por exemplo, o Laser Sentinel pode ser programado para ignorar a presença do bloqueio fixo, evitando interferências.

O equipamento pode ser programado para trabalhar em um espaço personalizado, de acordo com as necessidades do operador. “É tudo dinâmico e abrangente. O cliente pode usar a criatividade para desenhar no software a área de sua preferência”, diz o executivo Domingos Mancinelli, diretor comercial para Indústrias da Datalogic na América Latina. A tecnologia pode ser adaptada a todos os tipos de indústria, seja alimentícia, siderurgia, automotiva ou eletrônica. Até mesmo as máquinas mais antigas estão aptas a se conectar à solução.

Mancinelli explica ainda que o Laser Sentinel pode ser um trunfo importante para as empresas se adequarem à NR12, a norma regulamentadora que define os princípios de segurança para garantir as condições mínimas para prevenir acidentes na utilização de máquinas e equipamentos. “Um acidente pode render custos com processos trabalhistas e paralisar toda a produção, gerando custos incalculáveis”, alerta o diretor.

A falta de equipamentos de segurança é apontada como um dos principais fatores que provocam 700 mil acidentes de trabalho por ano no Brasil, segundo dados da Previdência Social e pelo Ministério do Trabalho. No período entre 2012 a 2016, foram registrados 3,5 milhões de casos no País, com 13,3 mil mortes. Afastamentos por licença médica custam R$ 22 bilhões por conta de pessoas afastadas de suas funções.

Além do Laser Sentinel, a Datalogic levará para a Fispal sua linha de equipamentos de identificação de 1D e 2D, equipamentos de visão mecânica, sensores, coletores de dados e cortinas de seguranças. (Expliquem cada um dos produtos em uma ou duas frases).

 

 

Fonte: Blue Chip

 

 

 

Os textos publicados neste espaço são de responsabilidade única de seus autores e podem não expressar
necessariamente a opinião do Portal.